NAVEGAÇÃO
PARCEIRÃO DO FÓRUM


Parceiro do Fórum

Marózia papado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Marózia papado

Mensagem por augusto muniz dos santos em Ter Fev 19, 2013 10:33 am

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marózia, ou Marósia (?, c. 892-?, c. 937 ?) teria sido uma princesa toscana, que teria tido uma decisiva influência na eleição dos Papa Leão VI, Estêvão VIII e João XI (de quem foi mãe), assim como na morte de João X.
Filha de Teofilato I e Teodora, rainha de Itália e da Provença. Com quinze anos tornou-se amante do Papa Sérgio III (entronado em 904 e falecido em 911), um homem de 45 anos seduzido pela belíssima adolescente. Casou-se subsequentemente com Alberico I, duque de Espoleto, com Guido, marquês da Toscânia e com Hugo, rei de Provença. Da união entre Marózia e Sérgio III, nasceu um filho que viria a ser entronado, aos vinte anos (931) como Papa João XI. Nesse meio tempo, Marózia casa-se aos 22 anos, com Alberico I de Espoleto, conde de Tusculum, duque de Espoleto e, a seguir, casa com Guido, marquês da Toscânia e Hugo, rei da Provença. Com Alberico ela tem o filho ancestral dos Colonna, Alberico II de Spoleto, conde de Tusculum, marquês de Camerino e duque de Espoleto, além de mais um filho papa, Octaviano, que seria Papa sob o nome de João XII, em 955. Em 986, nonagenária, Marózia, que havia passado meio século prisioneira, no castelo de Santo Ângelo, foi executada por ordem do Papa Gregório V.
[editar]A casa de Tusculum

Teofilato I foi o fundador de casa de Tusculum e o 1º conde. Sua esposa, Teodora e sua filha Marózia exerceram grande influência sobre o papado e sobre Roma no século X. Teofilato era o principal senador de Roma, sua mulher, Teodora, amante do bispo Liutprando de Cremona, depois papa sob o nome de João X (entronado em 914 e falecido em 929), e sua filha Marózia, era amante de Sérgio III. Seguem-se Tolomeu I, conde de Tusculum , Gregório II (ou III, há dúvidas) , de quem foram filhos Tolomeo e Pietro dela Colonna , onde a "colonna" refere-se a coluna existente no castelo que pertencia a estes, em Palestrina. Pietro dela Colonna viveu no fim do século XI e nos começos do século XII, e é o tronco imediato desta família. Sciarra Colonna, seu descendente, foi quem quase matou Bonifácio VIII no chamado Atentado de Anagni em 1303.
[editar]Referência

"Nos últimos anos do seu pontificado, o Papa João X . . . havia incorrido na ira de Marózia, a Donna Senatrix de Roma, e fora encarcerado e assassinado. Marózia conferiu então o papado ao Papa Leão VI, que faleceu depois de 6 1/2 meses no cargo. Foi sucedido por Estêvão VII, provavelmente pela influência de Marózia. . . . Durante os seus 2 anos como papa, estava sem poder sob o domínio de Marózia. Com a morte de Estêvão VII, Marózia, da Casa de Teofilacto, conseguiu o papado para o seu filho João, um jovem de vinte e poucos anos. Supostamente um filho do Papa Sérgio III por meio de uma filha da família, Marósia. João XI, como papa, estava sob o domínio da sua mãe." — Ref. New Catholic Encyclopedia
avatar
augusto muniz dos santos
Top
Top

Mensagens : 325
Pontos : 3086
Data de inscrição : 14/05/2012
Idade : 51
Localização : camacari ba

http://elmu.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Marózia papado

Mensagem por Paulo A, Macedo Couto em Ter Fev 19, 2013 11:31 am

augusto muniz dos santos escreveu:Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marózia, ou Marósia (?, c. 892-?, c. 937 ?) teria sido uma princesa toscana, que teria tido uma decisiva influência na eleição dos Papa Leão VI, Estêvão VIII e João XI (de quem foi mãe), assim como na morte de João X.
Filha de Teofilato I e Teodora, rainha de Itália e da Provença. Com quinze anos tornou-se amante do Papa Sérgio III (entronado em 904 e falecido em 911), um homem de 45 anos seduzido pela belíssima adolescente. Casou-se subsequentemente com Alberico I, duque de Espoleto, com Guido, marquês da Toscânia e com Hugo, rei de Provença. Da união entre Marózia e Sérgio III, nasceu um filho que viria a ser entronado, aos vinte anos (931) como Papa João XI. Nesse meio tempo, Marózia casa-se aos 22 anos, com Alberico I de Espoleto, conde de Tusculum, duque de Espoleto e, a seguir, casa com Guido, marquês da Toscânia e Hugo, rei da Provença. Com Alberico ela tem o filho ancestral dos Colonna, Alberico II de Spoleto, conde de Tusculum, marquês de Camerino e duque de Espoleto, além de mais um filho papa, Octaviano, que seria Papa sob o nome de João XII, em 955. Em 986, nonagenária, Marózia, que havia passado meio século prisioneira, no castelo de Santo Ângelo, foi executada por ordem do Papa Gregório V.
[editar]A casa de Tusculum

Teofilato I foi o fundador de casa de Tusculum e o 1º conde. Sua esposa, Teodora e sua filha Marózia exerceram grande influência sobre o papado e sobre Roma no século X. Teofilato era o principal senador de Roma, sua mulher, Teodora, amante do bispo Liutprando de Cremona, depois papa sob o nome de João X (entronado em 914 e falecido em 929), e sua filha Marózia, era amante de Sérgio III. Seguem-se Tolomeu I, conde de Tusculum , Gregório II (ou III, há dúvidas) , de quem foram filhos Tolomeo e Pietro dela Colonna , onde a "colonna" refere-se a coluna existente no castelo que pertencia a estes, em Palestrina. Pietro dela Colonna viveu no fim do século XI e nos começos do século XII, e é o tronco imediato desta família. Sciarra Colonna, seu descendente, foi quem quase matou Bonifácio VIII no chamado Atentado de Anagni em 1303.
[editar]Referência

"Nos últimos anos do seu pontificado, o Papa João X . . . havia incorrido na ira de Marózia, a Donna Senatrix de Roma, e fora encarcerado e assassinado. Marózia conferiu então o papado ao Papa Leão VI, que faleceu depois de 6 1/2 meses no cargo. Foi sucedido por Estêvão VII, provavelmente pela influência de Marózia. . . . Durante os seus 2 anos como papa, estava sem poder sob o domínio de Marózia. Com a morte de Estêvão VII, Marózia, da Casa de Teofilacto, conseguiu o papado para o seu filho João, um jovem de vinte e poucos anos. Supostamente um filho do Papa Sérgio III por meio de uma filha da família, Marósia. João XI, como papa, estava sob o domínio da sua mãe." — Ref. New Catholic Encyclopedia

Augusto, parabéns por postar a matéria.

Fica muito melhor copiar e colar a matéria, tem gente que prefere copiar e colar o link,

eu notei que colocando o link não fica bom.

Caramba que história maluca. A Dona Marózia foi Amante de Papa, Duqueza, Marqueza,

Rainha, Condessa, era muito namoradeira de figurões.

O Papa Gregório mandou matar a anciã Dona Marózia com mais de 90 anos,

que foi mãe de dois Papas e que foi prisioneira dele por cinquenta anos.

Só isso mostra o desrespeito à religião, a podridão do Vaticano, sem falar

da pederastia autorizada e da pedofilia ocultada.


Última edição por Paulo A, Macedo Couto em Dom Mar 03, 2013 12:04 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Paulo A, Macedo Couto
BANIDO

Mensagens : 17
Pontos : 1679
Data de inscrição : 11/02/2013
Idade : 26
Localização : Brasil - São Paulo - Andradina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Marózia papado

Mensagem por M.Rogério em Ter Fev 19, 2013 11:34 am

Paulo estou aguardando Basketball

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
M.Rogério
.
.

Mensagens : 4113
Pontos : 9691
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 45
Localização : Anápolis- Goiás

http://esquemashow.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Marózia papado

Mensagem por Eletrônica Bráz em Ter Fev 19, 2013 11:46 am

Paulo A, Macedo Couto escreveu:
augusto muniz dos santos escreveu:Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marózia, ou Marósia (?, c. 892-?, c. 937 ?) teria sido uma princesa toscana, que teria tido uma decisiva influência na eleição dos Papa Leão VI, Estêvão VIII e João XI (de quem foi mãe), assim como na morte de João X.
Filha de Teofilato I e Teodora, rainha de Itália e da Provença. Com quinze anos tornou-se amante do Papa Sérgio III (entronado em 904 e falecido em 911), um homem de 45 anos seduzido pela belíssima adolescente. Casou-se subsequentemente com Alberico I, duque de Espoleto, com Guido, marquês da Toscânia e com Hugo, rei de Provença. Da união entre Marózia e Sérgio III, nasceu um filho que viria a ser entronado, aos vinte anos (931) como Papa João XI. Nesse meio tempo, Marózia casa-se aos 22 anos, com Alberico I de Espoleto, conde de Tusculum, duque de Espoleto e, a seguir, casa com Guido, marquês da Toscânia e Hugo, rei da Provença. Com Alberico ela tem o filho ancestral dos Colonna, Alberico II de Spoleto, conde de Tusculum, marquês de Camerino e duque de Espoleto, além de mais um filho papa, Octaviano, que seria Papa sob o nome de João XII, em 955. Em 986, nonagenária, Marózia, que havia passado meio século prisioneira, no castelo de Santo Ângelo, foi executada por ordem do Papa Gregório V.
[editar]A casa de Tusculum

Teofilato I foi o fundador de casa de Tusculum e o 1º conde. Sua esposa, Teodora e sua filha Marózia exerceram grande influência sobre o papado e sobre Roma no século X. Teofilato era o principal senador de Roma, sua mulher, Teodora, amante do bispo Liutprando de Cremona, depois papa sob o nome de João X (entronado em 914 e falecido em 929), e sua filha Marózia, era amante de Sérgio III. Seguem-se Tolomeu I, conde de Tusculum , Gregório II (ou III, há dúvidas) , de quem foram filhos Tolomeo e Pietro dela Colonna , onde a "colonna" refere-se a coluna existente no castelo que pertencia a estes, em Palestrina. Pietro dela Colonna viveu no fim do século XI e nos começos do século XII, e é o tronco imediato desta família. Sciarra Colonna, seu descendente, foi quem quase matou Bonifácio VIII no chamado Atentado de Anagni em 1303.
[editar]Referência

"Nos últimos anos do seu pontificado, o Papa João X . . . havia incorrido na ira de Marózia, a Donna Senatrix de Roma, e fora encarcerado e assassinado. Marózia conferiu então o papado ao Papa Leão VI, que faleceu depois de 6 1/2 meses no cargo. Foi sucedido por Estêvão VII, provavelmente pela influência de Marózia. . . . Durante os seus 2 anos como papa, estava sem poder sob o domínio de Marózia. Com a morte de Estêvão VII, Marózia, da Casa de Teofilacto, conseguiu o papado para o seu filho João, um jovem de vinte e poucos anos. Supostamente um filho do Papa Sérgio III por meio de uma filha da família, Marósia. João XI, como papa, estava sob o domínio da sua mãe." — Ref. New Catholic Encyclopedia

Augusto, parabéns por postar a matéria.
Fica muito melhor copiar e colar a matéria, tem gente que prefere copiar e colar o link,
eu notei que colocando o link não fica bom.
Caramba que história maluca. A Dona Marózia foi Amante de Papa, Duqueza, Marqueza,
Rainha, Condessa, era muito namoradeira de figurões.
O Papa Gregório mandou matar a anciã Dona Marózia com mais de 90 anos,
que foi mãe de dois Papas e que foi prisioneira dele por cinquenta anos.
Só isso mostra o desrespeito à religião, a podridão do Vaticano, sem falar na pedofilia autorizada
e ocultada.
verdade
avatar
Eletrônica Bráz
VIP
VIP

Mensagens : 838
Pontos : 3223
Data de inscrição : 03/01/2013
Idade : 49
Localização : Iracemápolis-SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Marózia papado

Mensagem por Paulo Cezar em Ter Fev 19, 2013 1:46 pm

Mauro Rogério escreveu:Paulo estou aguardando Basketball

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

É isso ai!!!

Ser vigilante, nunca é de mais...


Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem.
Romanos 12:21
avatar
Paulo Cezar
.
.

Mensagens : 5856
Pontos : 20580
Data de inscrição : 11/07/2012
Idade : 52
Localização : Anchieta ES

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Marózia papado

Mensagem por pitersigma em Ter Fev 19, 2013 5:15 pm

sem comentarios, isto e uma coisa que deixa a gente mudo.
avatar
pitersigma
VIP
VIP

Mensagens : 1715
Pontos : 4705
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 53
Localização : guarulhos sao paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Marózia papado

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum